Bruce Williamson, ex-vocalista do Temptations, morreu de coronavírus

O ex-vocalista de ‘The Temptations’, Bruce Williamson morreu em 6 de setembro de 2020. Ele morreu em uma noite de domingo lutando contra o Coronavirus. Bruce tinha 49 anos na época de sua morte.

O cantor americano de R&B morreu no Mountain View Hospital em Las Vegas. Ele foi diagnosticado com Coronavírus no final de agosto. O cantor teve sua vesícula biliar removida semanas atrás, ele foi considerado COVID-19 positivo.

O filho do cantor, Bruce Alan Williamson Jr., expressou suas emoções em um post no Facebook na segunda-feira. Ele escreveu: “Não há palavras no mundo que possam expressar como me sinto agora”. Ele acrescentou: “Eu te amo, papai, obrigado por ser incrível, obrigado por ser amoroso, obrigado por ser quem você é. … Nós nos encontraremos novamente. Amo você, papai R.I.H KING WILLIAMSON. ”



Mais tarde na segunda-feira, o filho de Bruce compartilhou um vídeo ao vivo onde ele cantava canções gospel e se lembrava de seu pai. Ele colocou a legenda do vídeo: “Ferida não é a palavra certa”. Ele disse que seu pai era um “grande cara”.

As tentações

Um dos ex-parceiros de Bruce em ‘The Temptations’, Otis Williams, lamentou sua morte e o considerou seu “irmão”. Ele disse: 'Uma vez que você é uma tentação, você é sempre uma tentação.'

SOBRE BRUCE WILLIAMSON

Bruce Williamson nasceu e foi criado em Los Angeles, Califórnia. Ele começou a cantar na igreja ainda jovem. Ele e sua família se mudaram para Las Vegas e continuaram com seu talento. Lá ele se apresentou no show EFX no MGM Grand Hotel & Casino e se tornou um vocalista principal no Motown Café Moments.

Williamson, em uma entrevista, afirmou que o vocalista ‘Otis Williams’ foi inicialmente contra ele fazer parte do grupo, porque ele pensava que Bruce era muito jovem e muito grande.

A cantora deixou o grupo ‘The Temptation’ em 2015 depois de ser membro por 10 anos.

Na época de sua morte, Williamson estava trabalhando em álbuns de R&B e gospel.

Leia também: Um filme esquecido ‘Atos de violência’, de Bruce Willis, se torna um dos filmes mais assistidos da Netflix